Planejando o orçamento de manutenção na empresa: como reduzir custos

Neste post, você verá:

Agora, se você já conhece todo este processo, entende de gestão orçamentária na manutenção de ativos, sabe como formular um orçamento de manutenção, e está apenas procurando a solução ideal para a área de manutenção da sua empresa, nós selecionamos um ebook completo e gratuito que pode ajudar também nesta etapa. Para baixá-lo, basta clicar no link a seguir.

Planejando o orçamento de manutenção na empresa: como reduzir custos

Sem mais delongas, vamos ao conteúdo!

Planejando o orçamento de manutenção na empresa: como reduzir custos

Toda empresa passa pelo processo de manutenção de ativos para evitar possíveis falhas e quebras em máquinas e instalações. Esse processo é importante para melhorar a qualidade dos equipamentos e manter a conformidade na organização. No entanto, apesar de ter como objetivo o reparo de máquinas, a grande função da área da manutenção não é apenas o conserto, mas, principalmente, a prevenção, a fim de evitar custos desnecessários e  manter a produtividade na empresa.

Você já parou para pensar no tempo que sua empresa perde nas paradas repentinas das máquinas? E de que forma é possível otimizar este tempo? A gestão da manutenção precisa ser vista como uma estratégia para que o desempenho das máquinas sejam melhorados, para a definição de planos de lubrificação e para o crescimento da produtividade. Só assim será possível manter a total produtividade! Lembre-se que a pane em uma máquina pode causar grandes prejuízos para a organização, pois reduz a eficiência e, por consequência, gera atrasos na entrega do serviço. Há formas de reduzir os custos sem interferir nas necessidades de manutenção, melhorar o processo e ainda ser uma empresa sustentável.

Ao escolher a gestão de custos na manutenção  é preciso dar atenção aos dados orçamentários. Como todo negócio que tem como objetivo central o lucro, a gestão orçamentária na manutenção deve ser primordial para que o saldo da conta permaneça sempre positivo, além, também, de investir na melhoria contínua da empresa. Um orçamento na manutenção bem elaborado impede que a corporação tenha gastos não planejados, como aumento extra de custos com a compra de materiais para serviço de manutenção de última hora. A elaboração de um orçamento  precisa identificar os elementos de custos envolvidos no processo de manutenção de ativos eficientes, por isso ele tem como objetivo a prevenção.

Confira alguns tipos de orçamentos para a organização:

  • Orçamento contínuo:

    Cobre em torno de 12 meses, mas possibilita uma revisão mensal. Permite o processo de análise do orçamento desde sua elaboração para o planejamento de um novo orçamento com base em erros e acertos da última projeção.

  • Orçamento base zero:

    Tem como objetivo o planejamento dos processos e atividades da empresa desde a estaca zero. É guiado por algumas perguntas: o que gastar? Quanto gastar? Como gastar? Onde e por que gastar?

  • Orçamento estático:

    Um orçamento estático é o tipo de planejamento que não muda e nem é alterado. Ou seja, permanece sem alterações desde sua elaboração.

A elaboração orçamentária é feita a partir da fixação de um determinado volume de vendas e, assim, a definição dos demais orçamentos da organização. Essa prática possibilita a redução de tempo gasto com a manutenção, pois não haverá necessidade de uma revisão mensal ou anual do orçamento. Com o orçamento estático, é possível saber o total de valor que a empresa tem para gastar, em contrapartida, este modelo é engessado e não possibilita modificações.

Na manutenção, este tipo de orçamento pode colaborar na organização da empresa no que se refere a preparação da compra de equipamentos para reparo de ativos. Dessa forma é possível estipular um valor percentual com base no faturamento da empresa e então estabelecer as despesas dos custos.

Confira como formular um orçamento de manutenção de ativos:

O orçamento na manutenção deve consistir em pelo menos três divisões: materiais, ferramentas e recursos ou serviços contratados.

Custos de Materiais em Estoque Esses custos devem visar o reparo de máquinas e equipamentos em geral que estão em estoque na empresa. É fundamental a avaliação contínua desses materiais a fim de prevenir a falta e fazer a compra específica para manutenção.
Custos de Mão de Obra Avalia a mão de obra do setor considerando os custos com salários, férias e demais encargos
Custos de Serviços Terceirizados           Muitas empresas dependem de contratação de serviços externos. É necessário ter a previsão de despesas para processos rotineiros.

É necessário planejar os recursos com base na análise de atividades da empresa. Além disso, acompanhar o trabalho também é uma prática necessária para que os recursos orçamentários da empresa mantenham o saldo positivo e a produtividade continue crescente no ambiente. Neste caso, orçamento da manutenção de ativos é melhor executado com um bom planejamento aliado à tecnologia.

Uma solução especializada proporciona uma administração completa de todo o processo de engenharia de manutenção, passando pela gestão de materiais, que consiste num controle efetivo de todos os insumos necessários para a sua execução, como itens de estoque, ferramentas e equipamentos, além de gerir a disponibilidade de mão de obra e terceiros. Uma vez bem desenvolvida, evitará gastos desnecessários e aumentará a produtividade.  

Planejando o orçamento de manutenção na empresa: como reduzir custos

Scroll Up