Pandemia do coronavírus: quais são os impactos na gestão de frotas?

O setor de transportes é considerado um dos segmentos mais importantes na infraestrutura e economia de um país. Afinal, consiste em operacionalizar o processo logístico.  

Desde que a notícia de um novo vírus foi divulgada, o e-commerce tem crescido exponencialmente obrigando as empresas a superar os obstáculos da pandemia para conseguir atender a demanda. Inclusive as que trabalham com transporte. 

Quer saber quais impactos a pandemia do coronavírus trouxe para as empresas e o que elas estão fazendo para melhorar sua gestão de frotas? Então continue lendo o post para descobrir! 

Pandemia do coronavírus no mundo

Em 31 de dezembro de 2019, a China confirmou que um novo vírus com potencial pandêmico havia sido descoberto. 

Por conta das comemorações de fim de ano, muitos não se preocuparam com a notícia. Mas isso até novos casos serem confirmados na Europa, para além da região de Hubei – província da China.

Devido à aceleração de contágios, líderes de todas as partes do mundo comunicaram o fechamento de fronteiras e cidades. 

Para conter a propagação do vírus, empresas foram obrigadas a suspender as atividades, escolas precisaram fechar as portas e pessoas passaram a viver isoladas trabalhando em regime home office

Todas essas mudanças foram repentinas e impactaram no comportamento do consumidor, que passou a comprar ainda mais pela internet.

As empresas que estavam preparadas para atender a demanda, hoje estão colhendo bons frutos. Porém, as que não esperavam o aumento nos serviços estão correndo contra o tempo para superar os impactos da pandemia e se manter ativas no mercado. 

Impactos da pandemia na gestão de frotas

O setor de transportes possui um papel extremamente importante no processo logístico. Afinal, é responsável por coletar os produtos e entregar as mercadorias em segurança para o consumidor.

Como as vendas pela internet cresceram por conta do isolamento, as empresas que trabalham com transporte viram a procura por produtos e serviços aumentar. Também a responsabilidade de superar os obstáculos da pandemia para cumprir os prazos e atender bem os clientes.  

Abaixo, veja os impactos que a pandemia do coronavírus trouxe para a gestão de frotas

Manutenção de frotas

Com a demanda de pedidos crescendo, a manutenção de frotas em muitas empresas está sendo “deixada” de lado para priorizar outras tarefas. 

Com isso, o risco de os veículos estragarem nas estradas e as empresas terem que gastar mais com consertos aumentou. Além do que a qualidade dos serviços e a segurança dos produtos também foi afetada.

Medidas protetivas para motoristas

Por conta das medidas protetivas, muitas empresas de transporte tiveram que suspender as atividades. 

Garantir a segurança dos motoristas se tornou ainda mais importante. Então, para evitar a proliferação do vírus, tiveram que diminuir a jornada de trabalho ou deixar de atender os clientes como gostariam.

Controle das informações 

As empresas que não estavam preparadas ou não tinham controle sobre as informações estão remando para conseguir oferecer um serviço de entregas eficiente.

O sucesso de uma operação depende da logística, e para tudo ocorrer bem os processos e as informações precisam estar bem alinhados. 

Se antes da pandemia muitas empresas já sofriam por conta da falta de organização, imagine agora quando a demanda de pedidos e serviços se tornou maior?  

Como a tecnologia minimiza os impactos da pandemia? 

Para que o serviço de entrega seja eficaz, a empresa precisa realizar uma boa gestão de frotas. Tanto para reduzir os custos com combustível, quanto para aumentar a produtividade dos motoristas.

Fazer a gestão correta, em tempos de pandemia, pode ser um desafio. No entanto, a empresa que utiliza a tecnologia como aliada não precisa mais enfrentar esse problema.

Com um software de gestão da manutenção de frotas, por exemplo, a empresa pode gerenciar as informações com mais facilidade, na palma da mão. Essa praticidade contribui para uma tomada de decisão mais rápida e possibilita maior disponibilidade da frota.

Também melhora os níveis de serviço da oficina de manutenção, bem como garante processos padronizados e aumenta o controle do gestor sobre a mão de obra e serviços.

Scroll Up