Medicina do trabalho: tecnologia pode reduzir os impactos da pandemia

O setor de medicina e segurança do trabalho é responsável pela saúde ocupacional da empresa. 

Para assegurar um ambiente laboral seguro e livre de acidentes, o médico e gestor de medicina do trabalho precisam cumprir com as NRs (Normas Regulamentadoras). 

Desde que a notícia de um novo vírus foi divulgada por jornais e outros canais de comunicação, as pessoas entraram em colapso. Inclusive as empresas, que viram sua rotina mudar completamente.  

Sem a possibilidade de identificar a presença do vírus, tiveram que seguir novas orientações e normas para manter a saúde ocupacional dos funcionários. Não só isso, mas também buscar soluções mais práticas e tecnológicas para superar os impactos da pandemia.

Quer saber quais impactos o coronavírus trouxe para o setor de medicina e segurança do trabalho e o que as empresas estão fazendo para superar a crise? Então fique com a gente para descobrir! 

Impactos da pandemia no mundo

As perspectivas para 2020 eram a expansão de mercados e o crescimento em praticamente todos os setores. No entanto, a notícia de um novo vírus com potencial pandêmico foi o suficiente para alterar todas as projeções. 

Depois que foi confirmado o primeiro caso de coronavírus em Hubei província da China , e devido à aceleração de contágios pelo mundo, cidades foram isoladas, empresas tiveram que suspender as atividades e pessoas passaram a trabalhar em regime home office

Todas as mudanças drásticas de comportamento impactaram a economia, o comércio e também o faturamento das empresas.

Grandes e pequenos empresários, que não tinham experiência ou capital de giro para arcar com as obrigatoriedades na crise, faliram ou estão endividados. 

Da mesma forma, setores que não estavam preparados ou então não se adaptaram às mudanças, estão sofrendo até hoje com os impactos da pandemia.   

Impactos da pandemia no setor de medicina e segurança do trabalho

Para garantir a saúde ocupacional do trabalhador, o médico e gestor de medicina e segurança do trabalho precisam cumprir com as Normas Regulamentadoras

Devido à pandemia, fazer o gerenciamento das NRs e promover um ambiente laboral seguro e livre de acidentes ficou ainda mais complicado. 

Isso porque a empresa está enfrentando um inimigo invisível que pode atacar qualquer colaborador, a qualquer momento. Também, porque os órgãos de fiscalização estão mais exigentes quanto ao cumprimento das orientações e normas.

Abaixo, veja os impactos que a pandemia trouxe para a medicina do trabalho

Armazenamento e transmissão correta das informações 

O setor de medicina e segurança do trabalho lida com um volume grande de informações: cadastro de funcionários, exames periódicos, equipamentos de proteção entregues, atestados e afastamentos, enfim. É muita coisa! 

Todas essas informações são itens importantes, presentes nas NRs. E precisam ser registrados e gerenciados dentro da empresa. 

Como o médico e gestor de medicina estão com o acesso limitado a esses documentos, uma vez que vários órgãos públicos e privados estão com as atividades paralisadas, está mais demorado para coletar dados e fazer o armazenamento. 

Não só isso, transmitir as informações corretas à legislação. 

Manter as informações atualizadas 

Como nessa época o acesso às informações é difícil, a empresa não consegue manter o seu banco de dados atualizado. Como consequência disso, o gestor corre o risco de não cumprir com as Normas Regulamentadoras, nem fazer a transmissão correta das informações.

Uma vez que não gerencia as NRs corretamente ou não transmite os dados na data certa, a empresa fica vulnerável e pode sofrer penalidades ou até ações judiciais trabalhistas.

Assegurar a legalidade 

A empresa que quer manter sua legalidade precisa estar em dia com as NRs. 

Se durante a pandemia o gestor não consegue ter acesso aos documentos ou não mantém as informações atualizadas, por exemplo, ele está correndo o risco de transmitir os dados erroneamente à legislação.  

Uma vez que  informações erradas são transmitidas e, como consequência, não cumpre com as Normas Regulamentadoras, a empresa deixa de assegurar a legalidade. E, assim, perde o direito de desempenhar as atividades. 

Como a tecnologia pode minimizar os impactos da pandemia? 

Como podemos ver acima, a pandemia trouxe consigo obstáculos para o setor de medicina e segurança do trabalho. A boa notícia, porém, é que as empresas já podem utilizar a tecnologia como uma aliada e assim reduzir esses impactos.

Se o problema é fazer o gerenciamento das NRs, por exemplo, pode recorrer a um software de gestão para medicina do trabalho para otimizar o controle e manter as informações em dia.

Da mesma forma, ele  armazena dados, arquiva informações digitalmente e mantém o cumprimento das NRs.

O mais interesse de investir nesse tipo de tecnologia é que tudo pode ser feito em poucos clientes, na palma da mão, o que contribui para uma gestão rápida e livre de erros.

Sendo assim, mesmo que a pandemia tenha trazido desafios, o gestor pode ficar tranquilo, pois consegue gerenciar as informações com facilidade e manter a legalidade da empresa. 

Scroll Up