Gestão de facilities: como superar os impactos da pandemia do coronavírus?

A gestão de facilities integra e centraliza todos os serviços de apoio à operação de uma empresa. Isso inclui a segurança dos edifícios, limpeza, mensageria, serviços de transporte e fluxo de documentos. Também a manutenção técnica, elétrica, hidráulica e civil, até mesmo paisagismo. 

Desde que o primeiro caso de coronavírus foi confirmado no Brasil, em 26 de fevereiro de 2020,  as empresas vêm enfrentando alguns obstáculos relacionados à gestão de facilities. Entre eles, o fechamento de prédios comerciais e outros imóveis. 

Quer saber mais sobre os impactos da pandemia do coronavírus na gestão de facilities? Então continue com a gente para descobrir o que as empresas estão fazendo para garantir uma gestão estratégica e assim superar os desafios.

Boa leitura!  

Coronavírus no mundo 

Você lembra quais eram as perspectivas para 2020? Expansão de mercados, valorização da bolsa e crescimento em praticamente todos os setores.

A expectativa era tão grande, que a maioria das pessoas não se preocupou quando a notícia de um novo vírus foi divulgada. Afinal, a doença ainda estava longe, do outro lado do mundo, na região de Hubei, província da China.

Entretanto, a aceleração de contágios assustou a população e pegou todos de surpresa. Muitos líderes tiveram que tomar a decisão difícil de fechar as fronteiras para conter o vírus e empresas tiveram que suspender as atividades por tempo indeterminado.

As escolas e faculdades também precisaram fechar as portas, o comércio parou e as pessoas passaram a viver isoladas, trabalhando em home office.  

Em poucos meses, o mundo passou por uma transformação implacável e ninguém estava preparado para enfrentar uma pandemia. Que dirá as empresas que, até então, estão lutando contra os impactos para se readaptar e continuar ativas no mercado? 

Impactos da pandemia na gestão de facilities

A gestão de facilities envolve a economia, gestão estratégica e sustentabilidade de uma empresa. Assim sendo, é extremamente importante para garantir o funcionamento, a produtividade e eficiência organizacional. 

Entre os principais serviços de apoio à operação da empresa estão o serviço ao cliente, serviço de gestão energética, serviços de engenharia e de operações de edíficio.

Como integra pessoas, propriedades e processos, muitas empresas estão sofrendo para manter a gestão de facilities em dia. Afinal, a pandemia do coronavírus trouxe consigo alguns obstáculos, também, para essa função.

Entre os principais impactos da pandemia na gestão de facilities, temos:  

Muitos prédios fecharam e os imóveis estão vazios

Por conta das medidas protetivas, muitas empresas tiveram que interromper as atividades para impedir a propagação do vírus. 

Como consequência, os prédios fecharam as portas e os imóveis estão vazios até segunda ordem. Ainda sem previsão para reabertura, empresas que se concentram em grandes centros, como Porto Alegre e São Paulo, estão remando para manter a gestão de facilities atualizada.    

Empresas reduziram o expediente

As empresas que não tiveram as atividades suspensas, ou precisaram reduzir a carga horária de trabalho ou limitar o número de funcionários trabalhando em um mesmo ambiente. 

Uma vez que a execução dos serviços não é mais a mesma, as empresas podem encontrar dificuldades para gerenciar pessoas, processos e edifícios remotamente.

Shoppings e faculdades permanecem fechados 

Assim como as empresas tiveram que interromper as atividades, centros comerciais e instituições de ensino também precisaram suspender suas operações. 

Como os shoppings e as faculdades costumam aglomerar um volume grande de pessoas em um mesmo local, muitos deles permanecem fechados ou com acesso restrito a clientes. O que indica que podem ser ainda mais impactados pela pandemia do coronavírus.      

Tecnologia para minimizar os impactos da pandemia 

Para que as necessidades de uma companhia sejam supridas, o controlador de facilities precisa gerenciar os processos, o edifício e as pessoas de forma coordenada.

Fazer a gestão em tempos de pandemia pode ser desafiador por conta das restrições. No entanto, se fizer uso da tecnologia certa, pode conseguir otimizar o controle e assim minimizar os impactos da pandemia.  

Com um software de gestão moderno e robusto, por exemplo, pode assegurar uma gestão estratégica e livre de erros, o que ajuda a melhorar o controle sobre os serviços. 

Também manter a conservação predial em dia, evitando preocupações desnecessárias enquanto os imóveis estiverem vazios.

Pode ainda mapear o que precisa ser feito na empresa, controlar quais profissionais serão encarregados pelas tarefas e avaliar o quanto é necessário investir para realizar reparos e manter a sala (ou prédio) em boas condições.  

Em outras palavras, pode realizar a gestão de facilities, de modo simples e rápido, sem que os impactos da pandemia afetem a tomada de decisão e o desempenho da empresa. 

Gestão de facilities: como superar os impactos da pandemia do coronavírus?

Scroll Up