Como fazer um planejamento de manutenção eficaz

Neste post, você verá:

Antes de tudo

Aproveitando a oportunidade, nós preparamos um eBook completo e gratuito sobre como escolher o melhor software para manutenção de ativos, para as empresas que já possuem uma área de manutenção estruturada e estão em busca de uma solução tecnológica eficiente. Para baixá-lo, basta clicar no link a seguir.

Baixe o nosso e-book

Agora, vamos ao conteúdo!

Como fazer um planejamento de manutenção eficaz

Uma boa gestão da manutenção ajuda a manter um ambiente ideal para a realização das atividades voltadas ao core business da empresa, priorizando a disponibilidade da planta para o dia a dia do time de produção, assim como a confiabilidade das máquinas para que todas as metas possam ser alcançadas.

Leia também: Manutenção Produtiva Total, ou TPM, confira seus 8 pilares de sustentação

Além disso, uma gestão eficiente contribui de forma significativa para a redução dos riscos de acidentes, dos custos excessivos e desnecessários com paradas não programadas e manutenções corretivas, e na falta de organização da gestão da mão de obra, proporcionando resultados ainda melhores.

A rotina de manutenção

Por esse motivo, é fundamental que a equipe de manutenção tenha à sua disposição um planejamento de manutenção eficaz, que compreenda a dimensão da planta fabril e as suas necessidades reais de campo, assim como toda a estrutura necessária para aplicá-lo de forma eficiente e eficaz na busca por resultados.

Outro grande ponto importante a ser considerado é a maturidade da manutenção, levando em consideração a rotina de manutenção atual e as mudanças necessárias na área, buscando os conceitos de manutenção ideais para o campo fabril, e visando alinhar as expectativas do chão de fábrica às metas definidas na gestão.

Os desafios no planejamento de manutenção

No entanto, elaborar um plano de manutenção eficiente e que atenda a todos os critérios identificados na planta para a operação correta e ideal do conjunto fabril, pode se tornar uma tarefa árdua e repleta de obstáculos, caso não seja mapeado os principais pontos da sua abordagem e atuação.

Embora existam soluções tecnológicas capazes de facilitar o dia a dia dos gestores através de funcionalidades voltadas à organização, controle e gestão de todas as atividades presentes no setor de manutenção, os resultados ainda dependem da execução da equipe e organização da mesma em sua rotina diária.

8 passos para construir um plano de manutenção eficaz

Para ajudá-los nesse desafio, nós selecionamos 8 passos fundamentais na construção de um plano de manutenção eficaz, que se colocados em prática, podem ajudar a conquistar resultados positivos mais facilmente. Confira:

#1 Elaborar a matriz de criticidade, para definição dos ativos prioritários na construção do plano de manutenção e na organização das OSs (Ordens de serviço) e SSs (Solicitações de Serviço) geradas diariamente;

#2 Definir os horários de atuação, baseados nos turnos de trabalho presentes na planta, permitindo o planejamento das manutenções, evitando paradas que prejudiquem o fluxo produtivo da empresa;

#3 Informar às equipes sobre a atuação da equipe de manutenção, para que todos contribuam nesse processo e evitem, por exemplo, abrir chamados para manutenções previamente agendadas;

#4 Segmentar as ordens e solicitações de serviço, como por exemplo:

  • Inspeção de rotina, principalmente nos equipamentos críticos;
  • Manutenção preditiva, geralmente sugerida pelo fabricante;
  • Manutenção preventiva, estabelecida pela experiência profissional da equipe;
  • Manutenção corretiva, solicitada pelos departamentos;
  • Planos de lubrificação, no caso de maquinários.

#5 Estabelecer o tempo de duração previsto para cada atividade de manutenção e a quantidade de recursos necessários em cada uma delas, seja pessoas – internas ou de terceiros – e materiais – ferramentas e equipamentos de apoio;

#6 Relacionar a sequência de tarefas envolvidas a cada atividade de manutenção;

#7 Gerenciar a compra de insumos e a manutenção do estoque, para que não faltem recursos e não haja desperdícios, já que esse tipo de despesa diminui a margem de lucro da empresa;

#8 Contar com uma solução tecnológica que tenha como prioridade o gerenciamento de todas essas informações, auxiliando no cumprimento das atividades e na tomada de decisão por parte dos gestores.

Leia também: Tipos de manutenção, quais são e qual a melhor escolha

Desta forma, será possível transformar a gestão da manutenção em uma área definitivamente estratégia, garantindo a operação necessária ao core business do negócio e a segurança dos investimentos realizados na área, permitindo a conquista de resultados positivos para o setor e para a empresa como um todo.

Solicite uma demonstração gratuita

Scroll Up