Como evitar o desgaste acelerado dos pneus com a gestão de frotas?

O desgaste acelerado dos pneus é um dos principais problemas da gestão de frotas e um dos maiores custos para o setor. Ainda assim, é um custo que pode ser evitado se a empresa apenas realizar uma gestão eficaz e livre de erros.  

Quer saber por que o desgaste acelerado dos pneus pode ser um custo evitado com uma gestão de frotas mais eficiente

Veja, neste post, o que é o desgaste de pneus, quais são os problemas que isso pode trazer para a empresa e como a tecnologia é capaz de ajudar neste gerenciamento.

Boa leitura! 

O que é o desgaste de pneus?

O desgaste é um evento que ocorre quando há o consumo excessivo de pneus. 

As causas para o desgaste geralmente estão associadas ao excesso de carga, calibragem incorreta (com pressão abaixo da recomendada) ou incompatibilidade na largura de rodas. Também o uso de pneus murchos, frear frequentemente e realizar curvas fechadas com o veículo.

Problemas que o desgaste acelerado dos pneus pode causar

Quando existe o desgaste acelerado dos pneus, o motorista pode se deparar com uma série de problemas durante o trajeto. Os principais são: 

Aquaplanagem, falta de aderência e estouro

Os pneus que estiverem desgastados podem perder contato com o asfalto ao passar sobre uma fina camada de um fluido (por exemplo, a água da chuva). Também podem não ter a aderência correta, isto é, atrito suficiente. Ou podem sofrer com estouro repentino. 

Acidentes    

Como pneu desgastado não dissipa a água corretamente, o caminhão pode planar sob o fluído e o motorista perder o controle e colidir com outros veículos que estiverem na pista. 

Da mesma forma, se ocorrer algum estouro repetindo dos pneus, o veículo pode sofrer tombamentos, colisões e até mesmo perda de controle.    

Custos com pneus

O desgaste acelerado dos pneus também pode trazer custos desnecessários para a empresa. 

Todo mundo sabe que fazer a troca de pneus não é um procedimento barato porque envolve mão de obra terceirizada e o produto em si já é caro. Logo, se para cada problema que a empresa tiver com pneus na estrada precisar desembolsar uma alta quantia, o lucro sobre a operação pode ficar comprometido.  

Perda de desempenho e produtividade

Uma vez que o desgaste excessivo exige reparos e trocas de pneus, os motoristas podem ter de paralisar suas atividades com mais frequência até que o veículo esteja totalmente liberado. 

Isso significa que podem perder produtividade e desempenho e, consequentemente, atrasar as entregas que estavam agendadas para um determinado dia/horário. 

Gestão de frotas: o custo alto e os riscos para quem não faz

A gestão de frotas consiste em utilizar métodos, técnicas e ferramentas como software para eliminar os riscos de acidentes com veículos. Também, aumentar a produtividade e eficiência das operações.

Quando a empresa não possui gestão, não há como o controlador de frota acompanhar o desempenho do setor nem conseguir uma visão abrangente sobre o que está acontecendo. 

Isso significa que, ao se deparar com algum problema relacionado à frota, a empresa pode ter que desembolsar uma quantia grande de dinheiro para realizar reparos não programados, consertos e até cobrir multas por desgaste acelerado dos pneus.

Realizar uma gestão de frotas mais eficiente é importante para a empresa manter todos os seus veículos e o setor em dia. Assim, evita custos altos e os riscos de acidentes durante as atividades.  

Como a tecnologia é capaz de ajudar na gestão de frotas

Até pouco tempo atrás, a gestão de frotas só podia ser feita manualmente. No entanto, desde que a tecnologia surgiu, o processo de gestão passou ocorrer de forma muito mais prática por meio das ferramentas tecnológicas. 

Hoje, com um software de gestão de frotas, por exemplo, é possível integrar uma solução ao ERP da empresa, e com isso diminuir o tempo de resposta e tomada de decisão.

Também é possível usar da ferramenta para acompanhar informações do setor, de qualquer lugar por meio de um tablet ou smartphone, e com base nisso montar uma estratégia mais assertiva para reduzir os custos com combustível e pneus mais rápido. 

A empresa ainda pode fazer uso da ferramenta para agendar manutenções preventivas e corretivas, e manter o bom estado de conservação dos seus veículos

Também monitorar de perto o desempenho dos motoristas para avaliar a necessidade de reformulação de rotas, ou se estão cumprindo com todas as políticas de segurança.

Fora isso, a empresa ainda pode usar da tecnologia para melhorar o acesso a conteúdos de treinamento por meio de recursos de educação a distância para manter o seu time de motorista sempre bem preparado.  

Legal, não é? Se você ainda não conhece uma tecnologia capaz de fazer isso pelo seu negócio, clique e conheça o Mnt Frota, o software de gestão de frotas desenvolvido pela NG Informática!

Scroll Up