7 dicas para tornar a gestão de frotas mais eficiente

Neste post, você verá:

Agora, se você já conhece as melhores práticas para alcançar resultados positivos na gestão de frotas, e está apenas procurando uma solução eficiente para auxiliar nas rotinas do setor na sua empresa, nós selecionamos um ebook completo e gratuito sobre os 5 principais cuidados ao adquirir uma solução tecnológica para gestão de frotas. Para baixá-lo, basta acessar o link a seguir.

7 dicas para tornar a gestão de frotas mais eficiente

Sem mais delongas, vamos ao conteúdo!

7 dicas para tornar a gestão de frotas mais eficiente

A gestão de frotas tem um papel fundamental para o aumento de vida útil e da disponibilidade da frota, além de reduzir gastos desnecessários. Para isso, o gestor da frota precisa estar atento às situações que interferem no rendimento dos veículos, como a falta de planejamento da manutenção, ausência de monitoramento e ociosidade da frota.

Em um primeiro momento, cortar custos pode parecer a melhor iniciativa para aumentar a eficiência da frota. Porém, é uma situação que precisa ser avaliada cuidadosamente pelo gestor. A manutenção preventiva, por exemplo, pode ser vista como um custo fixo, mas caso esse investimento seja cortado, os gastos futuros podem ser muito maiores, uma vez que o veículo poderá quebrar a qualquer momento, necessitando de manutenção corretiva e ficará ocioso por mais tempo. Ou seja, o corte de custos sem planejamento estratégico pode acabar se tornando um mau negócio.

Pensando nos desafios que os gestores de frotas enfrentam, seguem 7 dicas para uma gestão de frotas mais eficiente:

#1 Analise o consumo da frota

O consumo da frota é um problema constante para o gestor. Tendo o combustível um preço volátil, é difícil calcular precisamente os gastos. Entretanto, traçar a rota com antecedência e sempre tentar prever situações que possam atrapalhar o motorista, como engarrafamentos e grandes ladeiras, são meios que ajudam na redução de custos.

Um estilo de direção menos agressivo, não exceder na carga do veículo, mudar a marcha na rotação adequada e até mesmo a manutenção preventiva são outros meios que ajudam na hora de economizar no consumo da frota.

#2 Dê atenção aos cuidados com os pneus

Além de prevenir acidentes por conta do desgaste, o cuidado com os pneus influenciam diretamente na redução de custos da frota. Calibragem, alinhamento e balanceamento são ações que ajudam a aumentar a vida útil dos pneus. Sendo um artigo de alto custo, investir na prevenção de problemas futuros é a melhor saída para aumentar a vida útil dos pneus.

Importância da calibragem: um veículo que está com a calibragem em 20% menor do que a estipulada, o custo com combustível pode aumentar em até 4%.

#3 Adote a manutenção preventiva

manutenção preventiva identifica problemas nas peças antes que afetem o veículo, assim a manutenção pode ser feita de forma a gerar menor impacto na disponibilidade da frota. Se antecipar aos problemas antes que aconteçam é uma forma de reduzir os custos, sendo que quando surge a necessidade de manutenção corretiva, um veículo se torna ocioso, o que diminui a disponibilidade da frota e afetando o rendimento.

#4 Capacite seus motoristas

O treinamento dos motoristas é uma forma de obter o melhor de cada profissional, tendo em mente os obstáculos que os motoristas enfrentam, a capacitação auxilia na melhora do seu desempenho. Cuidados com o veículos, atenção às leis de trânsito e dicas de direção defensiva são questões importantes a serem repassadas para o time de motoristas.

Além das questões técnicas, a saúde dos motoristas também é uma forma de aumentar o rendimento da frota. Segundo pesquisa desenvolvida pela CNT (Confederação Nacional do Transporte), motoristas trabalham cerca de quase 12 horas por dia, ou seja, metade do dia dedicado a execução de movimentos repetitivos. Orientações sobre alimentação, técnicas de direção e a importância de um sono adequado são medidas que ajudam a garantir maior produtividade sem afetar a saúde do motorista.

#5 Gerencie a documentação e multas

Uma etapa importante e pouco explorada é a de documentação e multas. É de extrema importância gerenciar a documentação da frota e ter certeza de que nada está atrasado e possa causar problemas futuros. Além da documentação, as multas trazem um gasto desnecessário para a empresa, confira neste post como reduzir os gastos com multas de trânsito.

#6 Faça a gestão de sinistros

Um dos desafios do gestor de frota é acompanhar todas as situações de perto e ser eficiente na tomada de decisão. Por isso, para uma gestão de frota mais eficiente  o controle de documentação das ocorrências de sinistro é fundamental.

Atividades como acompanhamento de inquéritos e registro de documentos são cruciais para que o gestor possa tomar as medidas cabíveis a cada ocorrência.

#7 Use a tecnologia a seu favor

Atualmente, com o uso da tecnologia, ficou muito mais fácil gerenciar e acompanhar de perto todos os pontos importantes que afetam a disponibilidade e aumentam o custo com a frota. Controle de consumo, manutenção e gestão de pneus são alguns dos pontos que um software de gestão de frotas pode gerenciar, ajudando o gestor a otimizar seu tempo, planejar todas as ações necessárias e reduzir gastos futuros.

Com o mercado se tornando cada vez mais competitivo, a rapidez de obtenção de informações para melhorar a frota se tornou um diferencial na hora de se mostrar como um forte concorrente. Essa agilidade se tornou possível por causa dos softwares de gestão que ajudam no acompanhamento das mais diversas atividades, fornecendo maior controle, automação, integração e disponibilidade de dados para análises.

Trace um planejamento, modernize a gestão da sua frota e tenha em mente que as mais diversas situações da rotina de um veículo são facilmente administradas com um software especialista, que torna a gestão de frotas mais eficiente.

7 dicas para tornar a gestão de frotas mais eficiente

Scroll Up