Medicina e Segurança do Trabalho: parceiros contra o absenteísmo

Neste post, você verá:

Agora, se você já conhece o absenteísmo, os problemas que ele traz para a empresa e boas práticas de redução, mas está procurando a solução tecnológica ideal para realizar o controle efetivo do setor de medicina e segurança do trabalho, nós selecionamos um ebook completo e gratuito sobre como escolher o melhor software para medicina e segurança do trabalho. Para baixá-lo, basta clicar no link a seguir.

Medicina e Segurança do Trabalho: parceiros contra o absenteísmo

Sem mais delongas, vamos ao conteúdo!

Medicina e Segurança do Trabalho: parceiros contra o absenteísmo

O absenteísmo é um problema comum entre empresas dos mais diversos segmentos. De acordo com um estudo realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2015, cerca de 14 milhões de pessoas faltaram ao trabalho nas duas semanas anteriores à pesquisa por motivos de saúde. Outra pesquisa desenvolvida pelo PNS (Pesquisa Nacional de Saúde), mostra que cerca de quase 5 milhões de brasileiros tiveram afastamento do seu ambiente laboral por conta da falta de questões de segurança e proteção.

No entanto, é preciso pensar no absenteísmo como uma via de mão dupla. Há o ponto de vista do funcionário que, com falta e atrasos, acaba sofrendo descontos em sua folha salarial ou até mesmo demissão; enquanto, por outro lado, sua ausência afeta diretamente a produtividade da organização e seu ambiente organizacional. Sendo assim, quanto mais alto o percentual de absenteísmo, mais desfavorável será o ambiente em que os funcionários estão inseridos, o que dificulta o contexto laboral e é um problema que precisa ser resolvido.

O que é o absenteísmo nas empresas

O absenteísmo é quando há ausência de um funcionário na empresa, seja por motivos de saúde, acidentes de trabalho, questões pessoais ou atrasos. Como o absenteísmo engloba não apenas questões de saúde e acidentes de trabalho, mas sim todas as faltas dos funcionários na empresa, atualmente não se tem conhecimento de estudos que trazem estatísticas completas sobre o tema, sendo que os índices  de ausência podem variar com relação às organizações de trabalho, funções exercidas e a gestão de pessoas.

O custo do absenteísmo para a gestão

O custo do absenteísmo, assim como o seu percentual, tem variações entre empresas. Porém, podemos analisar da seguinte forma: se uma organização tem uma taxa de ausência de funcionários de 5%, isso significa que precisa-se orçar 5% a mais de mão de obra do que o necessário, o que também gera custo de máquinas paradas, pedidos em espera e clientes insatisfeitos.

Com questões de Medicina e Segurança do Trabalho não é diferente. Uma empresa que não está preparada para solucionar as dificuldades encontradas em seu ambiente organizacional, que de alguma maneira, possa afetar a saúde e a segurança de seus colaboradores, certamente terá problemas futuros com ausência de funcionários, assim gerando o aumento de absenteísmo.

Como reduzir o absenteísmo

Mas como reduzir o absenteísmo e gerar mais produtividade na equipe? As ações relacionadas à medicina e segurança do trabalho são de grande ajuda nesse desafio. Campanha de vacinação, exames médicos periódicos e equipamentos de proteção são algumas ações que reduzem o percentual de ausência dos funcionários nas organizações. A seguir, confira uma série de ações que as  empresas podem promover para reduzir o absenteísmo:

  • Vacinação corporativa

    Ações corporativas de vacinação têm sido uma medida bastante efetiva quando o assunto é saúde. Previne doenças que podem afetar os funcionários e o ambiente de trabalho. Seu propósito é focar na prevenção de doenças entre os colaboradores, evitando, consequentemente, o contágio no ambiente de trabalho. Desse modo, reduzem-se as chances da empresa registrar altos índices de absenteísmo e a produtividade tende a crescer consideravelmente.

  • Assistência psicológica

    A depressão está entre as doenças que mais causam afastamento no ambiente de trabalho, sendo assim, um psicólogo organizacional na sua empresa teria a função de auxiliar a cada funcionário a potencializar suas capacidades e relações interpessoais.

  • Ações educativas de saúde e segurança no trabalho

    Cursos e oficinas são uma ótima maneira de educar seu time, desenvolver conceitos e prepará-los para o trabalho da melhor maneira possível. Palestras sobre proteção interna, seminários sobre questões de saúde e apresentações de políticas internas são alguns temas que podem ser abordados.

  • Softwares de gestão

    Às vezes fica difícil de conseguir organizar todas as questões de Medicina e Segurança do Trabalho. Por isso existem softwares que podem ajudar a otimizar o setor. Neste post, você encontrará 5 dicas para a Gestão de Medicina e Segurança do Trabalho que com certeza irão auxiliar a aprimorar o departamento.

As ações do departamento de Medicina e Segurança do Trabalho são de extrema importância na hora de reduzir a ausência de funcionários e gerar mais produtividade. Reúna sua equipe, elabore um planejamento e tenha em mente que a saúde e segurança dos funcionários gera um retorno direto para a sua empresa.

Solicite uma demonstração gratuita

Scroll Up