Manutenção de ativos: confira 5 tendências para 2017

Neste post, você verá:

Agora, se você já está por dentro das principais tendências de mercado na área de manutenção e busca apenas a solução tecnológica ideal para a sua empresa, nós selecionamos um ebook completo e gratuito que pode contribuir para o sucesso de mais esta etapa. Para baixá-lo, basta clicar no link a seguir. É rápido e fácil!

Manutenção de ativos: confira 5 tendências para 2017

Sem mais delongas, vamos ao conteúdo!

Manutenção de ativos: confira 5 tendências para 2017

A manutenção de ativos é fundamental para manter o bom funcionamento das máquinas e instalações, melhorar a qualidade dos equipamentos e preservar a conformidade na organização. Ela consiste em práticas viáveis que podem ser utilizadas pelas empresas em seu processo de controle de ativos e que buscam alcançar melhorias.

Contudo, quem trabalha no ramo sabe que não são poucos os gastos do serviço, e quando uma empresa não administra de forma adequada seus ativos, é inevitável o aumento de custos, que acabam refletindo no preço do serviço. A boa notícia é que a expectativa da manutenção de ativos para 2017 é de melhoria na otimização dos processos e redução de custos.

Vale lembrar que a manutenção de ativos se destaca por fazer o suporte de ativos relacionados à tecnologia, evitando desperdícios com gastos desnecessários, além de otimizar as atividades do negócio. Por isso, quem não quer mais perder tempo e dinheiro, comprometendo as atividades da organização, precisa estar atento às tendências na manutenção de ativos para 2017. Uma série de mudanças fundamentais para a indústria de ativos chegou para moldar o futuro da área e tornar ainda mais rentáveis as atividades no setor.

Todas essas transformações tecnológicas têm um impacto direto nos gestores que precisam estar preparados para os desafios futuros e, principalmente, para transformá-los em vantagens competitivas.

Confira 5 fortes tendências na manutenção de ativos para 2017:

#1 Smart Grids

A Smart Grid, que em português significa Redes Inteligentes, é considerada um sistema de distribuição e de energia elétrica. Estas redes utilizam-se da tecnologia da informação para o sistema mais eficiente, confiável e sustentável. A aplicação gera melhoria operacional e otimização de toda cadeia produtiva de energia elétrica. A tendência, de acordo com relatório da consultoria de análise Navigant Research, é que até 2020 este mercado cresça investindo ainda mais em infraestrutura de energia inteligente para as empresas.

#2 Wearables

A tecnologia wearables, também conhecida como “dispositivos vestíveis”, caracteriza-se por manter a constante conectividade entre diferentes tipos de objetos comuns no cotidiano, como um óculos e relógios, como é o caso da iWatch, o relógio inteligente que já se firmou no mercado. No Brasil, empresas, como a Visa, já estão se adaptando à tendência. Na manutenção de ativos, as informações sobre alguma máquina podem ser transmitidas para o aparelho do gestor que não está no local no momento, reforçando ainda mais o impacto da mobilidade no setor.  

#3 Realidade aumentada

Essa tendência permite que objetos reais interajam com as máquinas, e as máquinas com os seres humanos. A realidade aumentada mistura o mundo virtual com o mundo real possibilitando novas dimensões na maneira de execução das tarefas, ou seja, torna a aprendizagem muito mais simples. Na manutenção de ativos é possível utilizá-la para fazer o mapeamento dos problemas em algum equipamento, por meio de imagens transmitidas por uma câmera infravermelha, que não são possíveis enxergar a olho nu.

#4 Aplicativos de voz

Esses aplicativos oferecem novas possibilidades aos profissionais de aumentar a produtividade. Uma solicitação, por exemplo, pode ser feita por meio do comando de voz. Outro detalhe é que também é possível memorizar processos sem fazê-los manualmente.   

#5 Máquina intuitiva

A tecnologia máquina intuitiva possui sensores que permitem dispositivos que podem ser usados para coletar dados de infraestrutura ou alertar sobre falhas de ativos. Esse processo é feito por meio de informações detalhadas para novas ações corretivas durante as operações. As máquinas automatizadas estão tomando cada vez mais espaço nas organizações, e por isso a tendência é que sejam muito mais aprimoradas para processar todos os dados coletados pela empresa.

A manutenção de ativos está baseada em aplicações automatizadas que contém informações de acordo com os serviços monitorados. Por isso, a tendência na manutenção de ativos é, cada vez mais, novos métodos tecnológicos surgirem no ramo para melhorar a eficiência do serviço.

Um software precisa estar por dentro das transformações tecnológicas para promover serviços inteligentes. A expectativa da manutenção de ativos para 2017 gira em torno das inovações tecnológicas, que a cada dia se tornam não só necessárias, mas muito mais acessíveis e aplicáveis nas organizações.

Manutenção de ativos: confira 5 tendências para 2017

Scroll Up