Gestão de excepcionalidades no SESMT: como evitar prejuízos

Neste post, você verá:

Todo bom gestor de SESMT (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho) deve saber que o bem mais precioso de uma empresa são os seus funcionários – antes mesmo dos clientes e fornecedores. Por isso, ter a gestão de excepcionalidades e garantir a saúde e segurança entre os colaboradores deve ser a prioridade número um de uma organização.

É certo que a empresa precisa atender dezenas de normas reguladoras (NRs), além do eSocial, projeto do governo criado para unificar o envio de informações pelo empregador, em relação aos seus empregados. Existem também milhares de requisitos que, se não cumpridos corretamente, podem gerar multas e levar a empresa à falência.

Mesmo assim, muitas empresas ainda passam por situações complicadas no dia a dia, como, por exemplo, a falta de segurança dos profissionais que trabalham em algum projeto de risco. Neste caso, a gestão de excepcionalidades é uma grande aliada e tem como principal objetivo evitar esse tipo de situação para a organização.

E o melhor é que aplicar essa gestão não é algo difícil. Existe uma solução tecnológica de medicina e segurança do trabalho que facilita muito, na hora de fazer a gestão de excepcionalidades, evitando fortes dores de cabeça para o gestor. Em outras palavras, os gestores são avisados com antecedência de possíveis erros, a tempo de evitar algum tipo de prejuízo à organização.

É o caso do Rung. A solução, desenvolvida pela NG Informática, e pode ser integrado ao ERP (Enterprise Resource Planning) da empresa, emite alertas cada vez que algo fora do planejamento é identificado, gerando benefícios como:

  • Redução de custos
  • Redução de acidentes
  • Redução do índice de faltas e ausências no trabalho
  • Aumento da saúde e bem estar dos funcionários

Quer saber como  a solução tecnológica de medicina e segurança do trabalho ajuda a obter essas vantagens? Conheça as funcionalidades do sistema específicas para a gestão de excepcionalidades no SESMT.

IMC (Índice de Massa Corporal) da atenção Identifica os setores com alta porcentagem de funcionários acima do peso ideal.
Exames periódicos atrasados Avisa o número médio de dias de atraso dos exames periódicos – isso em um período determinado.
Funções que possuem mais acidentes Identifica a alta porcentagem de acidentes em uma determinada função durante um determinado período de trabalho.
EPI (Equipamento de Proteção Individual) sem estoque Indica quando o EPI mais usado estiver abaixo do estoque mínimo de segurança.
Aviso de pressão arterial Identifica os setores com alta porcentagem de empregados hipertensos.
Ausências por doença Identifica a porcentagem do índice de faltas no trabalho por doenças.
Exame de anormalidade Reconhece a alta porcentagem de anormalidades nos testes realizados em determinado período.
Exame de demissão atrasado Indica os exames não realizados até a previsão indicada.

Agora você pode fazer, tranquilamente, a gestão de excepcionalidades do seu setor de SESMT. A solução tecnológica de medicina e segurança do trabalho disponibiliza uma interface simples de visualizar e operar dados, que são atualizados em tempo real. Assim, você não vai ter problemas na hora de gerenciá-lo.

cta_rung_para_ng

 

Artigo publicado originalmente no Blog do Rung.

Scroll Up