Equipamentos de proteção: como incentivar seu uso?

Neste post, você verá:

Agora, se você já sabe a importância e do uso de EPIs e EPCs e conhece boas práticas para incentivar o uso pelos seus funcionários, mas está buscando uma solução tecnológica para trabalhar no controle de entrega destes equipamentos, nós selecionamos um ebook completo e gratuito sobre como escolher o melhor software para Medicina e Segurança do Trabalho. Para baixá-lo, basta clicar no link a seguir.

Equipamentos de proteção: como incentivar seu uso?

Porém, se você ainda tem alguma dúvida sobre o assunto, vamos ao conteúdo!

Equipamentos de proteção: como incentivar seu uso?

A cada ano, pelo menos 700 mil pessoas são vítimas de acidentes de trabalho no Brasil, totalizando 2,7 mil mortes – ou seja, uma média de sete por dia. E a falta de mecanismos de proteção é uma das principais causas para esses números, divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Para fugir de estatísticas como essas as as empresas costumam fornecer Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e Coletiva (EPCs) aos seus trabalhadores, independentemente do seu porte e segmento de atuação.

Porém, não basta apenas entregar os equipamentos às equipes se as pessoas ainda não estiverem conscientizadas da importância do seu uso. Um colaborador pode deixar de utilizar um EPI por diversos motivos: não ter consciência do real risco que sua atividade representa, achar incômodo e até por esquecimento pela falta de hábito. Sendo assim, será que sua empresa está agindo da forma certa na hora de incentivar o uso?

EPIs são dispositivos utilizados pelo trabalhador com a finalidade de protegê-lo de riscos à sua saúde e segurança enquanto desenvolve determinadas atividades profissionais. Já os EPCs servem a esse mesmo objetivo, mas para proteger um grupo de pessoas. Conheça no quadro abaixo alguns dos principais equipamentos individuais e coletivos, aplicados de acordo com a atividade:

EPIs Capacetes, óculos, protetores auriculares, protetores faciais, máscaras respiratórias, luvas, cintos de segurança, aventais, coletes, macacões e calçados de segurança.
EPCs Extintores de incêndio, chuveiros lava-olhos, cones, cavaletes, biombos, fitas e correntes isoladoras.

Fraturas por quedas em escadas ou pisos escorregadios, queimaduras, choques elétricos em máquinas e fiações e ferimentos em materiais cortantes são apenas alguns exemplos de acidentes de trabalho que podem ocorrer pela falta do uso de EPIs e EPCs, podendo provocar desde pequenos machucados até lesões mais sérias e mesmo fatalidades. Para evitar eventos assim só há um jeito: prevenir e conscientizar. Confira abaixo dicas que podem ajudar você a incentivar o uso de equipamentos de proteção e implantar a cultura da segurança do trabalho na sua companhia:

  • Utilize departamentos e funcionários da empresa que já fazem uso dos equipamentos de segurança corretamente como exemplos a serem seguidos;
  • Comemore conquistas: áreas que estão há um determinado período sem registrar acidentes podem ser reconhecidas com prêmios e confraternizações, por exemplo;
  • Ofereça equipamentos de proteção de qualidade que sejam confortáveis de usar e não atrapalhem o desenvolvimento do trabalho;
  • Organize-se para entregar periodicamente os equipamentos certos para cada atividade e trocá-los antes da data de validade;
  • Estabeleça a utilização de EPIs e EPCs como regra da instituição e realize auditorias de fiscalização para criar o hábito do uso;
  • Faça treinamentos e palestras e utilize canais de comunicação, como jornais murais, para divulgar números e outras informações sobre segurança e acidentes de trabalho que estimulem a reflexão.

Uma empresa é reconhecida no mercado por seus resultados, mas zelar pela integridade de seus funcionários agrega ainda mais valor a seus produtos e serviços. Portanto, lembre-se: de nada adianta investir em equipamentos de proteção individual e coletiva se os principais contemplados não enxergarem sentido nessa iniciativa, situação que pode ser resolvida com ações de comunicação e de incentivo e resultar na implantação de uma cultura de segurança do trabalho sustentável e duradoura.

Solicite uma demonstração gratuita

Scroll Up